Quando a resiliência significa sobrevivência

A Patagônia encanta escaladores do mundo inteiro por sua rara beleza, montanhas com vias de escalada de alta qualidade e complexidade extrema. O clima implacável dessa região permite apenas cerca de quatro meses de escalada por ano e mesmo assim durante pequenas “janelas”de tempo: uma brecha curta de tempo bom entre dias de mal clima.

Foi nesse cenário que Kika desenvolveu um grande sonho que acabou se tornando se maior desafio percorrer sozinha 1.500 metros em uma montanha inóspita. Suas ferramentas: recursos escassos, corrida contra o tempo e experiência acumulada em 13 anos de escalada. Seu objetivo: salvar seu parceiro de escalada e melhor amigo e, também, a si mesma.

Ao escutar esse relato emocionante e épico, você terá a oportunidade de refletir sobre:

  • Equipes de alta perfórmance;
  • Atuação em momentos de crise: como lidar com adversidades, gerenciar o risco e não paralisar;
  • Como superar desafios em momentos de extrema pressão psicológica e emocional;
  • Resiliência: de onde tirar, como criar.

Duração: 45 min a 2 horas


Leia aqui o relato sobre parte da experiência vivida por Kika (publicado na Go Outside 70 (mar2011).pdf).

Em seu facebook pessoal, Kika publicou mais informações sobre o estado em que Bernardo se encontrava depois do acidente (03/04/2011). Leia aqui.


Algumas matérias sobre o acidente:

O Globo (15/01/11)

Estadão (15/01/11)


Relatos de Treinamentos e Escaladas anteriores na Patagônia:

1/4/09 – Sobre Escalar em Chaltén. Ler Relato.

1/4/09 – Bienvenidos a Patagonia. Ler Relato

1/4/09 – Feliz Ano Novo. Ler Relato.

6/4/09 – Saindo da Zona de Conforto, Porteio ao Passo Marconi. Ler

8/4/09 – Superação de Limites – Claro de Luna. Ler Relato.

14/4/09 – S de… Ler

14/4/09 – La Brecha, a Escalada da Media Luna. Ler Relato.

2/11/09 – Sonhos Patagônicos: Treinando para Chaltén. Ler.

Palestra 13 anos em 1.500 metros - Kika Bradford P2 Palestra 13 anos em 1.500 metros - Kika Bradford P1

Paletra Kika Bradford ABRH-10-06-2015 069P